Leoni reafirma seu traço pop em novo álbum: “Notícias de Mim”

Mais recente trabalho do músico traz a evidente e manifesta assinatura que o consagrou

Leoni, mais uma vez, nos apresenta um material de altíssima qualidade, demonstrando seu talento muitas vezes esquecido pelo público em geral. Também reafirma sua grande destreza para se utilizar de recursos poéticos e de elementos da cultura pop.

Sem sombra de dúvida falamos aqui de um dos grandes nomes da música nacional. Leoni tem uma vasta carreira, recheada de grandes sucessos... Fixação, Só pro meu prazer, A fórmula do amor, entre tantos outros hits, embalaram grande parte de uma geração.

Na década de 1980, integrou a formação inicial do Kid Abelha e os Abóboras Selvagens (nome de nascimento da banda), como baixista e principal compositor. Em 1986 formou a Heróis da Resistência, e começou a cantar suas próprias canções. Depois disso espreitou na carreira solo, lançando materiais inéditos e, também, celebrando suas obras já consagradas - como no registro “Áudio-Retrato”, de 2003.

“Notícias de Mim”, o mais recente trabalho do músico, traz sua assinatura de modo evidente e manifesto, ressaltando os atributos e os traços de sua obra. Desde as belas letras, que tratam de conflitos internos, desilusões amorosas e da esperança de tempos melhores, ao apelo altamente pop do artista, com composições dançantes, vibrantes e refrãos que prometem agarrar na cabeça dos ouvintes.

O teor de sensibilidade revelado pela aclamada Garotos II – O Outro Lado pode ser notado em várias faixas do CD, como em Amor Real, quarta faixa do álbum, que fala de amor com os pés no chão, com seus altos e baixos, suas dificuldades e prazeres. Outra música que revela esta delicadeza é Pequeno Labirinto, que entoa versos sobre obstáculos e apuros da vida, sugerindo que apenas com as decepções e com os sofrimentos vividos é que se pode amadurecer e evoluir.

Ouça Amor Real tocada ao vivo, no Tom Jazz:

O músico também se utiliza de temas mais contemporâneos no álbum, como na canção Glamour, em que fala sobre a vaidade das pessoas e a necessidade de se enquadrar nos padrões da sociedade.  A sexta faixa, As Coisas Não Caem do Céu/ A Dança, também lida de assuntos atuais, quando diz: “Por que que eu me encho de orgulho? Só porque um dia eu postei um link de uma causa nobre... Que eu não li, mas eu compartilhei”.

Vamos ouvir As Coisas Não Caem do Céu:

Destaque para a penúltima faixa do CD, Multiversos, que parece transportar o ouvinte para a inesquecível animação da Pixar, “Toy Story”. A canção começa com um elegante acompanhamento instrumental jazzístico, guarnecido por uma contagiante melodia puxada por um assobio; a letra trata de universos paralelos, as histórias que deixaram de acontecer para que outras tivessem seu lugar, os amores que poderiam ter acontecido, os caminhos que poderiam ter sido percorridos... Tudo isso de maneira poética e suave. Uma memorável canção!

Se liga nessa versão descontraída de Multiversos, gravada em estúdio:

Leoni, mais uma vez, nos apresenta um material de altíssima qualidade, demonstrando seu talento muitas vezes esquecido pelo público em geral. Também reafirma sua grande destreza para se utilizar de recursos poéticos e de elementos da cultura pop. Assim como o artista finalizou o “Notícias de Mim”, que termina com a faixa Muito Obrigado, também vou finalizar este texto: muito obrigado, Leoni!

Inscreva-se no Moozyca

Leia também

Mariella Santiago lança segundo álbum

‘É mais barato produzir, então se produz muito’

Já é! Novo disco do Arnaldo Antunes tá zyca demais e dá pra ouvir de graça

"Derivacivilização", segundo CD de Ian Ramil, é marcado por letras ácidas

“Troco Likes”, novo álbum de Tiago Iorc, é poço de leveza e naturalidade

Trompetista Guizado lança "O Voo do Dragão"

Mano Brown fala do novo som do Racionais no Metrópolis

10 álbuns com 10 anos que ainda aparecem no shuffle do meu celular


Inscreva-se no Moozyca