Dica do Réu: Revelando o mestre Djavan!

“Djavan - Revelar”, lançado em 1985, reuniu preciosidades do cantor, compositor e quase jogador profissional

Por
TAGs: Djavan|

Djavan em estúdio

Essa semana nosso mestre Djavan lançou seu o 23º álbum de sua carreira, intitulado “Vidas Pra Contar” - nome que faz todo sentido pra um dos maiores intérpretes da nossa música! Bem, espero em breve trocar umas ideias sobre disco com vocês! Mas a preciosidade de hoje é um LP chamado “Djavan - Revelar” - coletânea lançada em 1985 pela EMI, que reuniu preciosidades do cantor, compositor e quase jogador profissional (pra quem não sabe Djavan jogou até os 16 anos CSA de Alagoas).

O disco começa com a clássica e pesada Lilás – ah, por sinal meu primeiro disco foi um single de Lilás. Depois, o álbum segue com uma homenagem à terra natal de Djavan na música Alagoas:

Você me deu liberdade
Pra meu destino escolher
E quando sentir saudades
Poder chorar por você
Não vê, minha terra mãe
Que estou a me lamentar
É que eu fui condenado a viver do que cantar

A coletânea segue com, de fato, as melhores das melhores do mestre: Sina, Álibi, Meu Bem querer, Flor de Lis, Seduzir e muito mais! Nele você pode também notar a diversidade e visão desse mestre, desde a produção, com influências que vão da música regional brasileira a Stevie Wonder, do samba ao pop dos teclados de Erich Bulling - que também inspiraram Michael Jackson! O romantismo e encanto desse grande cantor estão neste álbum.

Desfrutem e vejam como Djavan se revela para nós:

Lilás

 

Alagoas

 

Flor de lis

Inscreva-se no Moozyca

Leia também

Música de luto: Prince morre aos 57 anos, nos EUA

Já sabe o que ver na Virada Cultural deste fim de semana?

One Drop Festival está de volta a São Paulo

Dica do Réu: Lovesexy, do Prince, mistura espiritualidade e erotismo

Dica do Réu: Gal Costa, proibidamente profana

Djavan estreia novo álbum “Vidas pra contar” com show em SP

Morre Ornette Coleman, o Einstein do jazz norte-americano

Estreia hoje documentário sobre obra do bandolinista Octávio Dutra


Inscreva-se no Moozyca