Conheça a magia do Hang, um dos instrumentos mais novos do mundo

Dupla europeia Hang Massive conta ao Moozyca sobre o som que está energizando o mundo

"Nós nos conhecemos na Índia e começamos a tocar juntos no pé das montanhas do Himalaia"

A sonoridade brilhante e mágica de um instrumento vem se propagando na internet, principalmente em comunidades da Europa. Com quase 10 milhões de visualizações no YouTube, a dupla Hang Massive vem ganhando não apenas a Web, mas também espaço em shows em diversos continentes – com apresentação até para desfile de moda, como fizeram para a marca Etro, em Milão.

Eu vejo as pessoas muito inspiradas e possuídas pelo som; é algo que vai além das palavras. É surpreendente ver e ouvir um novo instrumento que tem um som mágico.

A dupla é formada pelo inglês Danny Cudd e pelo sueco Markus Offbeat. Os dois se conheceram em um dos lugares mais mágicos do planeta: no pé das montanhas do Himalaia. Desde 2010, já gravaram 11 projetos musicais e viajaram por quase todos os continentes fazendo shows. Para a dupla, a música é uma forma de “empoderamento” do ser humano.

Na entrevista abaixo, Danny e Markus falam sobre o projeto Hang Massive e como conheceram Hang, um dos instrumentos mais novos do mundo – pouquíssimas pessoas o possuem. Ele foi produzido pela primeira vez em 2000 por músicos suíços dedicados à criação de um instrumento baseado no Steel Pan (Panela de Aço), proveniente do Caribe.

Como vocês conheceram o instrumento Hang?

Danny: Eu vi alguém tocando em um festival na Europa. Fiquei imediatamente impressionado com o som e curioso para saber mais sobre ele. Economizei algum dinheiro e, um ano depois, fui para a Suíça e tive a felicidade de comprar meu primeiro Hang.

Markus: Eu vi o Hang pela primeira vez em Barcelona, sendo tocado por alguém na rua. Eu comprei o meu em uma loja de música na Inglaterra, já que nos primeiros anos isso ainda era possível.

Como o instrumento é feito?

Danny: O Hang é feito à mão na Suíça por apenas duas pessoas. Já há muitos anos ele é feito no Caribe, como Steel Pan (panelas de aço). Eram feitos com pancadas à mão, modelando o aço. Ao longo da história, foram feitos experimentos que geraram muitas mudanças para o processo de fabricação, envolvendo novos métodos. Depois de anos de pesquisa, a dupla suíça criou o Hang da forma que conhecemos hoje.

Qual é a reação das pessoas ao ouvi-lo?

Danny: Eu vejo as pessoas muito inspiradas e possuídas pelo som; é algo que vai além das palavras. É surpreendente ver e ouvir um novo instrumento que tem um som mágico.

Que músicos fazem parte do projeto Hang Massive? Como começou o projeto?

Danny: O Hang Massive é formado principalmente por nós dois [Danny Cudd e Markus Offbeat]. Nós nos conhecemos na Índia e começamos a tocar juntos no pé das montanhas do Himalaia. No começo, tocávamos com um Hang e um Djembê e mudamos rapidamente para uma formação com dois Hangs. Nos primeiros dias, tocávamos nas ruas por muitas horas. Em nossos “tours”, tocamos, muitas vezes, com Craig R. Ninjah e Victoria Grebezs. Estamos atualmente trabalhando em um novo álbum em conjunto, que será lançado no fim deste ano.

Ouça e veja “Marine Migration”, que une a dupla Hang Massive e a cantora Victoria Grebezs

Quais são as suas influências?

Adoro trabalhar online e amo a forma como nos conectamos com cada vez mais pessoas ao redor do mundo

Hang Massive: Nós nos conhecemos por meio dos treinamentos do Balanced View e dos ensinamentos de Candice O'Denver. Eles promovem um estilo de vida de empoderamento do ser humano, no qual baseamos nosso modo de viver e de nos relacionar com tudo o que fazemos, através da natureza da mente. Por meio dessa forma de vida, somos capazes de florescer e facilmente criar e compartilhar tudo o que fazemos com pessoas de todo o mundo.

Vocês têm mais de 10 milhões de visualizações no Youtube. Como é trabalhar online?

Danny: Adoro trabalhar online e amo a forma como nos conectamos com cada vez mais pessoas ao redor do mundo, independentemente da nossa localização física. YouTube e Facebook têm sido ótimas ferramentas para compartilhar a nossa arte com tantas pessoas de forma aberta e livre.

Blood Moon é o último álbum? Parece ser baseado em elementos da natureza. Como foi o processo de composição?

Nesta colaboração mágica, simplesmente nos unimos com um grupo de músicos incríveis e improvisamos ao longo de uma sessão de quatro horas. Criamos a base da música com o som do Hang e os outros músicos puderam fluir livremente por cima dessa base.

Quando chegamos em casa e ouvimos o que havia sido criado, ficamos tão impressionados com sua beleza que decidimos que a música tinha que ser compartilhada com o mundo. Nós selecionamos as melhores faixas da sessão, que são apresentadas no álbum.

Quantos CDS e EPs vocês lançaram até o momento? O que mudou desde o primeiro trabalho?

Hang Massive: Foram feitos onze lançamentos no site, no total. Danny lançou dois álbuns solo e há dois álbuns ao vivo do Hang Massive. Temos o álbum com ManyRivers Ensemble e um EP mixado com música eletrônica com o DJ e produtor Bleecker, artista de Bristol, na Inglaterra. O nosso mais recente lançamento é parte de uma nova colaboração com nosso amigo do Reino Unido, J. Rokka.

Queremos atingir mais pessoas e também criar um show maior, em que compartilhamos o som mágico do Hang e, ao mesmo tempo, preenchemos as frequências com linhas de baixo legais, batidas incríveis

Em quais países já fizeram shows? Teriam intenção de tocar na América do Sul ou o Brasil?

Hang Massive: Temos visitado muitos países em quase todos os continentes. Ficamos no México por pouco mais de um mês, há dois anos. Gostaríamos de voltar a esta parte incrível do mundo. Estamos ansiosos para ser convidados para tocar por toda a América do Sul. Fica a dica…

Como começaram a unir o Hang à música eletrônica?

Hang Massive: Tudo começou devido ao nosso amor por diferentes gêneros de música eletrônica. Nosso estilo de tocar e a música acústica que gravamos já eram fortemente influenciados por isso. Queremos atingir mais pessoas e também criar um show maior, em que compartilhamos o som mágico do Hang e, ao mesmo tempo, preenchemos as frequências com linhas de baixo legais, batidas incríveis e ótimos vocais. Algo que seja para todos.

E o que é o projeto Massive Vibe Live?

Massive Vibe Live é uma colaboração com Queen B, que é o produtor do show. O objetivo do show é trazer o “empoderamento” das pessoas por meio da música, da mensagem das letras e os visuais potentes e poderosos. O show está em seus estágios iniciais e deve se expandir em todas as maneiras possíveis, ao longo dos próximos meses e anos.

Gostaria de comentar algo que não foi perguntado aqui?

Markus: muito obrigado por nos encontrar e fazer esta entrevista. E por ajudar a divulgar a nossa música a partes do mundo que ainda não nos conhecem.

Danny: Confiram nossas músicas no nosso site. Tudo pode ser ouvido e apreciado livremente. Este é um grande ano e lançaremos muitas músicas nos próximos meses.

Inscreva-se no Moozyca

Leia também

Sabia que o kuduro pode ter sido inspirado em Van Damme?

Como será o bolachão do futuro?

Discoteca criada por Mário de Andrade completa 80 anos

Criador da música por biocomputador revela obra exclusiva ao Moozyca

"A paz, como a música, é uma necessidade universal”

As raízes ancestrais da música de Bob Marley

"Fazer arte exige mais do que bater cartão", afirma regente

“Sou mais ter uma ideia e experimentar”, conta produtor francês iZem


Inscreva-se no Moozyca