Bedibê lança Envelhecer, com influências do samba ao rock

Disco conta com o single “Esquina”, que ganhou clipe de artista mineiro

Apresentação da Bedibê

Desde 2014 produzindo em estúdio, agora chegou a hora de o Bedibê anunciar o lançamento do álbum Envelhecer. Com 8 faixas, o trabalho funde vários gêneros musicais, como samba, MPB, pop e rock. O grupo tem influências sonoras variadas – de Novos Baianos a Ramones.

O disco conta com um time de peso: Gabriel Nascimbeni, que produziu e gravou a bolachinha no Estúdio Trampolim; Érica Pereira, que fez vocais em "Cantar de Pássaro" e "Esquina"; Gustavo Vellutini, que gravou trompete e tuba em "Quatro Horas", "Esquina" e "Gaiola"; e a turma do coro de "Que se exploda" (Mariana Rodrigues, Renata Miti e Eduardo França).

A mixagem ficou por conta de Fabio "Binho" Barros e a masterização foi feita pelas mãos de Arthur Joly. A capa de "Envelhecer" traz a arte de Rafael M. Saito e layout de Daniel Apolinario.

O álbum conta com o single “Esquina”, que ganhou um clipe emocionante feito pelo artista mineiro Alisson Lima. Até o filho de dois integrantes (Fred e Karin) participou de dentro da barriga da mãe: o coraçãozinho dele fecha a faixa "Esquina". Confira a seguir:

Encontros e desencontros

Bedibê é formada por Diego Bravo (percussão e backing vocals), Fred Rocha (voz, violão, baixo e cavaco), Karin Hueck (voz, teclado e caixinha de música) e Tiago Van Deursen (voz, violão, gaita e cavaco).

“Eu e o Tiago começamos a nos reunir no meu apartamento, no Largo da Batata, pra fazer um som e tocar músicas que não eram nem samba o suficiente pra banda dele, nem rock o suficiente pra minha. Um dia, a Karin tava vendo a gente ensaiando e o Tiago chamou ela pra tocar um piano em uma música. E aí viramos um trio que tocava com cavaco, violão e um teclado de iniciante em um apartamento de um quarto. Por isso Bedibê”, conta Fred.

Pra completar a banda, ele convidou um colega da universidade Unesp-Bauru, Diego Bravo, que tocava numa banda de eletrônico, chamada Strange Music. “Ele entrou pra tocar percussão e aí começamos a compor pra caramba e fazer alguns shows entre 2011 e 2012”, afirma.

A banda abriu show para o Marcelo Perdido e Hidrocor no Cafofo, em Pinheiros, e tocou em um evento do Zona Punk, no centro. Mas em 2013, Fred e Karin pediram demissão de seus empregos e foram morar em Berlim. “A Banda ficou meio parada, mas o Tiago continuou compondo. A música ‘Esquina’ é dessa época", conta.

Quando voltaram ao Brasil, em 2014, foram direto pro Estúdio Trampolim gravar o disco.

Confira o álbum completo no soundcloud da banda:

Confira a tracklist:

1) Esquina
2) Gaiola
3) Diálogo de dois amigos
4) Cantar de Pássaro
5) Quatro Horas
6) Ela é minha chofer
7) Tempo
8) Que se exploda

Inscreva-se no Moozyca

Leia também

Paula Cavalciuk lança EP que mescla blues, MPB, jazz e pop

Guerrilha lança primeiro disco e avisa: "onde houver golpe, haverá guerrilha"

Assista aos clipes do disco Spirit, de Brendan Adams

Rapper Billy Saga lança trailer de "Derrubo um Rei"

DJ e produtor Felipe Soares lança disco autoral

Já sabe o que ver na Virada Cultural deste fim de semana?

Sonoridade de Amy e charme de Piaf: conheça Lara e os Ultraleves

‘É mais barato produzir, então se produz muito’


Inscreva-se no Moozyca