4 Elementos: o olhar de Naná Vasconcelos para a natureza

Álbum mostra a criatividade do percussionista ao olhar para o mundo em busca da simplicidade

Enquanto o grande mestre da percussão, Naná Vasconcelos, não traz novidades sonoras ao mundo, continuamos ouvindo o seu último trabalho, chamado 4 Elementos (2013). O disco do pernambucano, eleito oito vezes o melhor percussionista do mundo, mantém a sua alcunha de “genial” e também “experimentador”.

4 Elementos aprofunda suas pesquisas sonoras, inspiradas nos quatro elementos da natureza: água, ar, terra e fogo. “A Vinheta - Fogo” abre o disco, executada a partir de um pacote de salgadinho que imita o som da queima junto a um assovio. A segunda faixa, “Légua Tirana”, é uma bela música, profundamente entranhada no sertão nordestino, com vozes de rabeca conduzindo a música junto à percussão que vai dos sons mais ocos e graves até os mais agudos e vocais tribais. A música é uma releitura de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira.

O álbum segue com "Terráqueos - Vida - Bush Dance", composta por Naná, assim como todas as demais faixas do CD. Seguem na sequência as músicas: "Nizinga", trilha de filme de mesmo nome, dirigido por Octávio Bezerra e lançado em 2007; "Clementina", em homenagem a Clementina de Jesus; "Astronáfrica", uma fusão de cordas e percussão; "Coco Lunar"; a ciranda "Passos"; fechando com a faixa “Fogo”, semelhante à vinheta de abertura.

O destaque vai para as músicas "Terráqueos - Vida - Bush Dance" - que trata dos habitantes do planeta, com alusões aos nossos corpos musicais. A mistura de vozes - em diversos registros e ritimos - com uma bateria crua colocam o ouvinte em pleno transe.

O álbum de Naná mostra a criatividade do percussionista ao olhar para o mundo em busca da simplicidade. No disco não são encontrados solos assombrosos ou performances exuberantes. Nota-se uma tranquilidade no olhar mais do que maduro de um homem que já passou dos 70 anos. Aprender com a ordem natural do mundo é a lição que nos mostra Naná: "A natureza é um conservatório de vida e sabedoria", como ele próprio diz.

Inscreva-se no Moozyca

Leia também
Diásporas musicais africanas no Brasil

Diásporas musicais africanas no Brasil

Toninho Ferragutti, Renato Borghetti e Mestrinho homenageiam o acordeão

Toninho Ferragutti, Renato Borghetti e Mestrinho homenageiam o acordeão

“Quero a música do oprimido”, afirma DJ Mukambo de Bruxelas

“Quero a música do oprimido”, afirma DJ Mukambo de Bruxelas

Erivan contou ao Moozyca como o Rap o levou do Castelo Encantado à Finlândia

Erivan contou ao Moozyca como o Rap o levou do Castelo Encantado à Finlândia

"A paz, como a música, é uma necessidade universal”

"A paz, como a música, é uma necessidade universal”

Percussionista recifense Jam da Silva lança álbum "NORD"

Percussionista recifense Jam da Silva lança álbum "NORD"

Cantora alemã Dota fala sobre sua relação com a música brasileira e o Nordeste

Cantora alemã Dota fala sobre sua relação com a música brasileira e o Nordeste

Viagens lisérgicas, rituais e experimentações viram disco

Viagens lisérgicas, rituais e experimentações viram disco

Conheça álbum brasileiro que teria sido precursor do afrobeat

Conheça álbum brasileiro que teria sido precursor do afrobeat

Mariella Santiago lança segundo álbum

Mariella Santiago lança segundo álbum

Sabia que o kuduro pode ter sido inspirado em Van Damme?

Sabia que o kuduro pode ter sido inspirado em Van Damme?

Conheça a magia do Hang, um dos instrumentos mais novos do mundo

Conheça a magia do Hang, um dos instrumentos mais novos do mundo

Inscreva-se no Moozyca

Banner Moozyca