Guerrilha lança primeiro disco e avisa: "onde houver golpe, haverá guerrilha"

Com influências de new metal, punk e pop rock, banda consolida a caminhada em disco “Sangue, Lágrima e Suor”

Além de Kbça nos vocais, a Guerrilha conta com Jimmi na guitarra, Punk no baixo e Nicolas na batera. O disco, que pode ser ouvido nas todas as plataformas de streaming.

Em meio à podridão da política nacional, com ameaças de golpe, esquemas de corrupção sendo sistematicamente desvendados, a Guerrilha, banda paulistana de rock independente lança seu primeiro disco, que vem pra consolidar os mais de dez anos de caminhada do grupo na cena underground de São Paulo. A data do lançamento faz referência ao golpe civil-militar, que completou 52 anos em 31 de março. Segundo o vocalista da banda, Kbça, a escolha foi para reforçar a posição contrária da banda aos acontecimentos daquele período e lembrar que “onde houver golpe, haverá Guerrilha”. 

Confira o clipe da música Guerrilha, single lançado em 2013 e que faz parte do disco. É pesado:

 “Sangue, Lágrima e Suor” vem carregado de fortes discursos políticos e de uma sonoridade agressiva. Disponível em todas as plataformas de streaming, o disco é um grito de revolta de uma juventude que não aguenta mais ser massacrada pela opressão de um estado bandido, corrupto e pernicioso. O vocalista da banda, Kbça, afirma que as letras da banda “retratam temas ligados ao cotidiano urbano e periférico, que nos levam a questionamentos sociais e existenciais também... Mas nunca limitamos a criatividade, falamos sobre o que importa pra gente”.

Ainda segundo o vocalista, as letras do grupo são influenciadas pela lírica dos anos 1980, enquanto a sonoridade faz referência a bandas de rock dos anos 1990. “Nossas grandes referências musicais são bandas como Rage Against The Machine, Planet Hemp, Inocentes, além de várias outras de outros estilos, é claro. O que caracteriza nosso som é um arranjo pesado, sujo mesclado com levadas mais ‘clean’ e ‘funkeadas’”, aponta Kbça.

O álbum tem 12 faixas e foi produzido por Daniel de Sá, do Estúdio GR - zona norte de São Paulo. O produtor destaca o lado visceral da banda. “Foram quase dois anos de gravação, pensamos em todos os detalhes, buscando sempre uma sonoridade sincera, mais próxima do real. Fiquei muito satisfeito com o resultado do trabalho, porque conseguimos achar o equilíbrio perfeito entre o peso e o groove que a banda apresenta em seus shows”, destaca o produtor musical.

Além de Kbça nos vocais, a Guerrilha conta com Jimmi na guitarra, Punk no baixo e Nicolas na batera. O disco, que pode ser ouvido nas todas as plataformas de streaming.

Ouça o disco todo NESTE LINK.

Inscreva-se no Moozyca

Leia também
Em tempos de chacina em SP, 5  músicas sobre violência policial

Em tempos de chacina em SP, 5 músicas sobre violência policial

Após denúncias de execução, Governo de SP troca comando da Rota

Após denúncias de execução, Governo de SP troca comando da Rota

61 posterês do Primus que vão tirar o seu fôlego

61 posterês do Primus que vão tirar o seu fôlego

BNegão e Seletores de Frequência lançam clipe de “Essa é Pra Tocar no Baile”

BNegão e Seletores de Frequência lançam clipe de “Essa é Pra Tocar no Baile”

7 músicas que mostram pq o punk é o ritmo mais influente da história do rock

7 músicas que mostram pq o punk é o ritmo mais influente da história do rock

“Tá cheio de cara que se diz punk, mas é um tremendo machista”

“Tá cheio de cara que se diz punk, mas é um tremendo machista”

É hj? Porte de drogas volta a ser discutido nesta quinta no STF. Lets pray

É hj? Porte de drogas volta a ser discutido nesta quinta no STF. Lets pray

“Quero a música do oprimido”, afirma DJ Mukambo de Bruxelas

“Quero a música do oprimido”, afirma DJ Mukambo de Bruxelas

Ouça o EP ‘O inferno do Cachorro Magro’ de MC Shawlin

Ouça o EP ‘O inferno do Cachorro Magro’ de MC Shawlin

5 músicas pro Edson Fachin ouvir enquanto analisa ação sobre porte de drogas

5 músicas pro Edson Fachin ouvir enquanto analisa ação sobre porte de drogas

"Experimental Jet Set, Trash and No Star", o resgate do Sonic Youth

"Experimental Jet Set, Trash and No Star", o resgate do Sonic Youth

"Abrimos ainda mais o leque para novos estilos", conta guitarrista do Iconili

"Abrimos ainda mais o leque para novos estilos", conta guitarrista do Iconili

Inscreva-se no Moozyca

Banner Moozyca